TSE e Telegram assinam parceria para censurar usuários durante as eleições de 2022

Nesta terça-feira (17), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o Telegram oficializaram um “acordo de colaboração mútua” para enfrentamento da “desinformação”. A plataforma se comprometeu a “investigar violações de termos de uso”.

Quer ler mais?

Inscreva-se em www.tltv.com.br para continuar lendo esse post exclusivo.

Assine Agora