O relato do exilado cujo crime estava no WhatsApp da época

Aleksandr lsayevich Solzhenitsyn deixou a Rússia em 12 de fevereiro de 1974, quando foi preso, despojado de sua cidadania soviética e deportado com sua esposa e filhos. Ele passou a morar em Genebra e visitou os Estados Unidos pela primeira vez em meados de 1975.


Seu exílio começou quatro anos depois de receber o Prêmio Nobel de Literatura, que o governo soviético negou-lhe permissão para aceitá-lo pessoalmente.

Nascido em 11 de dezembro de 1918, Solzhenitsyn foi criado por sua mãe em Rostov-on Don depois que seu pai foi morto na Primeira Guerra Mundial. Ele estudou ciências na Universidade de Rostov, mas sua inclinação literária mostrou-se então em um curso por correspondência que ele também ~ de 1939 a 1941 do Instituto de História, Filosofia e Literatura de Moscou.

Quer ler mais?

Inscreva-se em www.tltv.com.br para continuar lendo esse post exclusivo.

Assine Agora