Nem tão técnicos assim

Mesmo durante o Estado Novo (1937-1945) os comunistas mantiveram sob a direção de Prestes, oficial do Exército, algumas publicações importantes que dedicavam grande espaço ao problema da cultura nacional. A revista Seiva da Bahia foi uma das primeiras publicações de esquerda criadas após a proibição do Partido Comunista em 1937. Nasceu em 1938 e foi criação dos comunistas João Falcão, Rui Facó, Armênio Guedes, Diógenes Arruda e Jacob Gorender.

Quer ler mais?

Inscreva-se em www.tltv.com.br para continuar lendo esse post exclusivo.

Assine Agora