Bolsonaro denuncia Moraes por abuso de autoridade

Presidente Bolsonaro protocolou notícia-crime contra Alexandre de Moraes alegando abuso de autoridade e a ação já está nas mãos de um dos ministros do STF.


O relator escolhido foi Dias Toffoli e ficará responsável por analisar a ação, apresentada na última segunda-feira e divulgada na noite desta terça.


A investida junto ao Supremo teria sido motivada por uma suposta manutenção da inclusão de Bolsonaro no inconstitucional inquérito das fake news.


O presidente questiona o porquê de ter continuado a ser investigado mesmo após a Polícia Federal ter concluído que ele não havia cometido crimes ao se referir à segurança das urnas eletrônicas em uma live, em julho de 2021.


Na ocasião, Bolsonaro convocou veículos de imprensa e anunciou que mostraria provas de fraudes no sistema eleitoral brasileiro. Na ocasião apresentou uma sequência de notícias e vídeos, além da divulgação de invasão de hackers no sistema eleitoral.


Embora a mídia amiga dos juízes tirânicos tenha dito que as informações eram “falsas”, o próprio TSE divulgou que houve sim a invasão, mas que ela não teria sido um problema grave.


Ao comentar a ação do Presidente Bolsonaro, o jornalista Alexandre Garcia levantou um questionamento que pode ser visto como uma pista para compreender os motivos do candidato à reeleição.

Leia a nota do presidente Jair Bolsonaro na íntegra:


“- Ajuizei ação no STF contra o Ministro Alexandre de Moraes por abuso de autoridade, levando-se em conta seus sucessivos ataques à Democracia, desrespeito à Constituição e desprezo aos direitos garantias fundamentais:

1- Injustificada investigação no inquérito das Fake News, quer pelo seu exagerado prazo, quer pela ausência de fato ilícito;

2- Por não permitir que a defesa tenha acesso aos autos;

3- O inquérito das Fake News não res